home-connections-2x

Cada instalação do WordPress vem com dois plugins pré-instalados. Um deles é Akismet, que figura em nossa lista de plugins que você deve possuir no WordPress. Mesmo sendo pré-instalado, o Akismet não é ativado por padrão. Você terá ativá-lo manualmente. Neste artigo, veremos o que é Akismet e por que você deve começar a usá-lo imediatamente. Também veremos como configurar o Akismet no seu site WordPress

Leia Mais →
privacidade01

Em um bate papo com amigos falando sobre privacidade, um deles tocou no assunto da possibilidade de não armazenar o endereço de IP nos comentários do WordPress. Alguns donos de site gostariam de proteger a privacidade de seus usuários. Neste artigo, mostrarei como parar de armazenar o endereço de IP dos comentários do WordPress.

Leia Mais →
addressbarcolor

Você já notou que muitos sites populares como Facebook e Globo usam suas próprias cores da marca para a barra de endereços do browser no celular? Recentemente, um de nossos visitantes me perguntou se eu poderia escrever sobre como alterar a cor da barra de endereços do navegador mobile para combinar seu tema WordPress. Neste artigo, veremos como fazer isso de forma simples e rápida

Leia Mais →
wordpress-template-hierarchy

Uma das melhores características do WordPress é sua poderosa capacidade de modelagem. Ao manipular alguns arquivos, você pode criar temas complexos com diferentes layouts e opções visuais para diferentes tipos de conteúdo. Isto é possível graças ao modelo complexo de hierarquia do WordPress, que oferece um imenso controle para o desenvolvedor sobre a apresentação de conteúdo e layouts.

Neste artigo, vamos aprender sobre a hierarquia de template WordPress, como ele funciona, e como isso afeta o seu blog.

Leia Mais →
firebase-o-que-e-bass

Dando continuidade a nossa série “Firebase Básico”, veremos o que é um BasS. A primeira coisa que precisamos compreender é que BasS (Backend as a Service), nos fornece um backend completo para nossa aplicação. A princípio, é algo diferenciado que nos dá muitas opções e nos mantém focados em nossa aplicação mas no frontend.

Para quem já é desenvolvedor de frontend, o BasS soluciona o grande problema de depender de ferramentas complexas e linguagens de programação para trabalhar um backend de sua aplicação ou site. Utilizando um BasS podemos nos concentrar em nossas regras de negócio, usabilidade do sistema e experiência do usuário.

Como qualquer coisa disponibilizada como serviço, existe um custo para utilização. No caso do Firebase não é diferente, mas calma! Temos uma opção gratuita que atende bem a pequenos projetos e te ajuda a crescer, e claro, quando sua aplicação estiver madura o suficiente para suportar grande volume de dados e usuários, você já terá uma grana para fomentar seu projeto.

Dentre as facilidades que o BasS oferece, temos a abstração da camada de segurança de nossa aplicação e sua infraestrutura. A gestão de usuários, perfis e acesso controlado dentro da aplicação é gerenciada do lado do BasS, você só precisa se preocupar em definir estas regras. A infraestrutura contempla hosting, storage, user control, dominio e muito mais.

Cada fornecedor de serviço BasS possui seus pacotes de recursos, porém em nossa série nos focaremos somente no serviço fornecido pela Google (Firebase). Um recurso que acredito ser o grande diferencial do Firebase é o serviço de autenticação, onde você pode facilmente integrar sua aplicação com login do Google, Facebook, e-mail, Github ou outro customizado.

A seguir: O que é o Firebase?

 

Leia Mais →
firebase-introducao

Olá pessoal! Nesta série vamos falar um pouco sobre Backend as a Service (BASS), em nosso caso, especificamente sobre o Firebase. Veremos os principais pontos sobre o Firebase, quais os prós e contras de usarmos um Backend as a Service, o que é realmente um Backend as a Service, o que é o próprio Firebase, recursos de hosting, recursos de storage, database em tempo real e muito mais!

Leia Mais →